Carrinho

Breve História do Vinil

Todos nós podemos concordar que o universo do vinil é apaixonante. Afinal, é mágico ver nossos bolachões produzindo nossos sons favoritos, não é mesmo? Pensando nisso, neste 20 de abril em que se comemora o dia do disco de vinil, resolvemos trazer para você um pouco da história deste item que tanto amamos.

 

Essa história começa lá em 1887, pelo gramofone e disco de 78 rotações, criado pelo alemão Emil Berliner. Ele foi o primeiro leitor de discos planos feito de goma-laca, que tocavam de maneira analógica e manual. Estes discos, porém, geralmente possuíam apenas uma faixa, e, quebravam com muita facilidade.

 

Foi a partir disso que o mercado viu uma oportunidade e, surgiu então a necessidade de aperfeiçoamento desta ferramenta. Foi então que Peter Carl Goldmark criou em 1930 o nosso querido disco de vinil como conhecemos hoje: mais leve, com melhor qualidade sonora, e mais faixas, já que a mudança passou a permitir mais linhas (33 rpm).

 

Mas por aqui, o vinil só começou a ser comercializado cerca de 20 anos depois, em 1951, com o primeiro LP nacional que recebeu o nome de carnaval e contava com uma seleção de sambas e marchinhas. Não dá para ser mais brasileiro que isso, né? O vinil viveu seu auge até meados de 97, quando acabou perdendo espaço mercadológico para o CD. Afinal, apesar das evoluções nos toca-discos, o CD era portátil, e possuía uma qualidade de musical incomparável.

 

Hoje em dia, com a constante evolução e aprimoramento musical, o CD perdeu espaço para os streamings. Sem dúvida alguma, a música não deixa de fazer parte de nossas vidas, mas, não podemos deixar de admitir que se você chegou até aqui é porque você, assim como nós, é um saudosista e, perpetua com muito amor a cultura do disco de vinil.

 

Sabemos sobre a importância que o vinil trouxe para muitos artistas, além de seu registro cultural, valorização do objeto nos aspectos de capa, encarte, e sua possibilidade em proporcionar momentos únicos e resgatar lembranças. Além disso, colecionar é um ato sustentável, já que estamos reciclando ao continuar ouvindo em nossos toca-discos os nossos artistas preferidos, bandastemas de novelasfilmes e tudo que está gravado nesses nossos bolachões amados.

 

Gostou do post e gostaria de acrescentar mais alguma informação? Deixe nos comentários ou escreva o que achou.

 

                                                                                                   Vinil é Cultura, feliz dia! 

Deixe uma resposta

Loading...
Social Share Buttons and Icons powered by Ultimatelysocial
Pinterest
Instagram
Join Waitlist We will inform you when the product arrives in stock. Please leave your valid email address below.

No fields found, please go to settings & save/reset fields