Carrinho

30 ANOS DO NEVERMIND: HISTÓRIA DE UM ÁLBUM ICÔNICO

30 ANOS DO NEVERMIND: HISTÓRIA DE UM ÁLBUM ICÔNICO

Quando o Pearl Jam lançava o seu primeiro álbum ‘’Ten’’ e o Queen seu último com Freddy Mercury ainda vivo, a banda Nirvana conseguiu fazer história com o ‘’Nevermind’’. Lançado no dia 24 de setembro de 1991 pela gravadora DGC Records, o segundo álbum da banda não tinha a princípio a pretensão de se tornar memorável. Na época, desiludido com o cenário grunge, Kurt Cobain, vocalista da banda, dedicou-se a buscar inspirações mais próximas da realidade que queria para o cenário musical, com isso, iniciou suas composições e alcançou sua meta: revolucionou esse gênero musical em 1991 e abriu portas para que outras bandas pudessem fazer o mesmo.

Suas composições eram inspiradas em músicas da época as quais julgava mais próximas do que queria, dentre elas, bandas como The Melvins e The Smithereens eram ouvidas frequentemente por Cobain. Como reflexo da influência das bandas que ouvia, músicas mais melódicas foram compostas e, no Nevermind, músicas com histórias e melodias que transitavam entre refrões pesados e inícios calmos, com bateria e guitarra em perfeita sintonia, se tornaram atemporais. 

O sucesso começou com o primeiro single lançado, a icônica e inesquecível ‘’Smells Like Teen Spirit’’ que conquistou o público. De início, a música foi lançada como um recado do que estava por vir e ‘’Come As You Are’’, segundo single, era a verdadeira estrela do álbum que prometia a visibilidade para a banda, porém, ambas as músicas se tornaram inesquecíveis. Na época, o ‘’Nevermind’’ desbancou até mesmo Michael Jackson com o lançamento de ‘’Dangerous’’.

Com todo sucesso, problemas também surgiram. Discussões e polêmicas em torno do álbum perduram até hoje. Na época, desentendimentos por conta dos royalties do álbum começaram e quase acabaram com a banda e atualmente, polêmicas sobre a icônica capa voltaram a tona quando o ‘’bebê do Nevermind’’, Spencer Elden, decidiu processar a banda por pornografia infantil. 

A história da capa que hoje é assunto por conta do processo, começa com uma piscina e a vontade de Cobain em eternizar um parto na capa do álbum. Mais tarde, levando em consideração o quão explícito isso seria, o resultado foi o mais próximo do que o cantor desejava: após algumas tentativas de realizar a foto em uma aula de natação para bebês e a adição do anzol com a nota de um dólar, a capa por fim foi finalizada com edições que, para a época, além de inovadoras eram extremamente complicadas de serem feitas. O bebê por fim foi escolhido após uma sucessão de fotos que não puderam ser aproveitadas e a família do ‘’bebê do Nevermind’’ aceitou a divulgação da foto na capa do álbum sem a noção da visibilidade que teria.

A banda conseguiu se consolidar no cenário musical e a história do álbum é contada sempre que possível, por isso, 30 anos depois do lançamento, o ‘’Nevermind’’ ainda é lembrado e ouvido por gerações a fio eternizando o grunge, o nome Nirvana e levando o título de um dos melhores álbuns de todos os tempos.

Deixe um comentário

Loading...
Social Share Buttons and Icons powered by Ultimatelysocial
Pinterest
Instagram